Um olhar para o Futuro (#tendências)

Mais de 150 “tendências”, por tópicos

Primeiro passo:  Escolha um número de qualquer setor e discuta sobre esse futuro cenário.

Passo dois: Vá mais fundo. Escolha dois ou mais números e combine-os. Então desperte (ou agite) a conversa sobre para onde (ou quando) o mundo – e o futuro mercado – é dirigido.

Meio Ambiente

  • # 001 imposto sobre o lixo por kg produzido
  • # 002 parques integrados em arranha-céus
  • # 003 ascensão de novas espécies, do zero
  • # 004 microclima geo-projetado sob demanda
  • # 005 recursos usados ​​ao longo da vida são limitados
  • # 006 proibição mundial de embalagens descartáveis
  • # 007 sentença de prisão por desperdício de comida
  • # 008 imposto sobre a pegada de carbono do turismo
  • # 009 insetos robôs substituem abelhas e outros insetos

Entretenimento

  • # 010 procure por ‘pessoas como eu’ em qualquer contexto
  • # 011 comunicação com seus animais de estimação
  • # 012 álcool sem efeitos negativos
  • # 013 feriados de realidade aumentada, pornografia, etc.
  • # 014 reality tv, viagem espacial comercial
  • # 015 reviver experiências gravadas
  • # 016 ascensão da tecnologia mindful
  • # 017 fale com versões virtuais de seus ancestrais

Energia

  • # 018 drones de alta altitude coletam energia
  • # 019 colete energia de seu próprio corpo
  • # 020 feixe de eletricidade do espaço
  • # 021 100% de energia renovável

Educação

  • # 021 a educação começa no útero
  • # 022 empresas pagam por alunos STEM
  • # 023 codificação integrada em cada educação
  • # 024 carregue novas habilidades em seu cérebro
  • # 025 graus de versidade e certificados não têm valor

Dados

  • # 026 empresas de cibersegurança personalizada
  • # 027 mineração de fotos antigas para novos insights
  • # 028 dados qualitativos valem mais do que os quantitativos
  • # 029 autodestruir pegada online

Cultura

  • # 030 música totalmente composta por algoritmos
  • # 031 livros são escritos automaticamente pelo software
  • # 032 a escrita à mão é apenas uma forma de arte

Cidades

  • # 033 75% da população vive nas cidades
  • # 034 planejamento urbano feito pela multidão (crowdsourced)
  • # 035 cidades no fundo do oceano
  • # 036 unidades de apartamento subterrâneas

Negócios

  • # 037 serviços de preservação digital para viver no mundo virtual
  • # 038 Antártica e Ártico abertos para negócios
  • # 039 startups de um dia, são adquiridas por 1 $ bilhão

Trabalho

  • # 040 [use a sua imaginação]
  • # 041 funcionários são acionistas da empresa
  • # 042 os registros de dados de produtividade substituem os CVs

Turismo

  • # 043 turismo sobre animais extintos
  • # 044 países criam áreas livres de turismo
  • # 045 feriados para outro planeta [viajaram na maionese, ou daqui a muito tempo]
  • # 046 feriados para zonas livres de tecnologia [já tem]

Sociedade

  • # 047 ritual pós-morte para arquivar dados
  • # 048 falsificação de DNA de negociação global
  • # 049 sinais de alerta de saúde nas redes sociais
  • # 050 avaliação de amigo [isso já ocorre, talvez tenha validade legal ou para o trabalho]
  • # 051 todos com um único ID na web
  • # 052 aulas sobre como conversar
  • # 053 morar em +100 lugares ao longo da vida
  • # 054 poder mudar sua identidade ao longo de sua vida [já é possível]
  • # 055 crianças processam pais por causa de educação
  • # 056 um bilhão de migrantes do clima
  • # 057 multas por ser sexista
  • # 058 debate sobre direitos biológicos sobre a gestão do próprio DNA
  • # 059 Facebook está vazio
  • # 060 a personalização leva a um maior desenvolvimento social
  • # 061 ciclo de adoção diminui exponencialmente

Parentesco

  • # 062 proibição de instalações de produção de bebês
  • # 063 crianças neutras em relação ao gênero
  • # 064 bebês crescidos em laboratório
  • # 065 brinquedos internos para crianças por nascer
  • # 066 locação de crianças por um curto período
  • # 067 compre o direito de ter filhos

Mobilidade

  • # 068 túnel de alta velocidade cruzando o Atlântico
  • # 069 cidades sem carros
  • # 070 hyperloop torna-se o conector principal
  • # 071 tempo de viagem global de 2 horas
  • # 072 carros voadores são uma coisa
  • # 073 transporte e logística de carga orbital baixa
  • # 074 integração total da mobilidade privada / pública
  • # 075 caminhões de carga totalmente automatizados à noite
  • # 076 não haverá mais carros movidos por humanos nas rodovias

Marketing

  • # 077 pague para viver sem anúncios
  • # 078 anúncios para atletas substituídos por anúncios virtuais
  • # 079 suporte de marca para indivíduos
  • # 080 sendo pago para não usar produtos concorrentes
  • # 081 marcas de automóveis criam infraestrutura rodoviária

Amor

  • # 082 genoma baseado em datação
  • # 083 nenhum tabu em compartilhar todas as preferências sexuais
  • # 084 casamento tem data de validade
  • # 085 sugestão de divórcio com base na análise de dados
  • # 086 micro visitas a amigos e família
  • # 087 capaz de se casar com um objeto
  • # 088 namoro envolve troca de registros médicos

Leis & Governo

  • # 089 prisões preventivas são a norma
  • # 090 dieta baseada em vegetais obrigatória
  • # 091 o viés algorítmico torna-se um crime
  • # 092 teste de QI para determinar o direito de voto
  • # 093 registro global de todos os bens pessoais
  • # 094 regiões competem pela migração positiva
  • # 095 imposto sobre robôs e algoritmos
  • # 096 “direito de desconectar” torna-se lei
  • # 097 empresas de tecnologia processadas por dependência
  • # 098 incentivos do governo para morte prematura
  • # 099 robô policial e militar
  • # 100 primeiro país governado por sistema de IA
  • # 101 fim das prisões em vez de ‘dormir’ por 5 anos

Seguros

  • # 102 todos os seguros com base no comportamento
  • # 103 seguros de crowdsourcing com controle de pares
  • # 104 seguro de prevenção de suicídio

Humanidade 2.0

  • # 105 criança de 10 anos podendo ser mais inteligente do que o adulto médio
  • # 106 cartões de desempenho e KPI’s (indicadores de desmpenho) para bebês
  • # 107 humanos podem viver até 150 anos
  • # 108 legalidade para robôs e avatares
  • # 109 olhos aprimorados com detecção de mentira
  • # 110 escolha sua própria morte
  • # 111 comunicação cérebro a cérebro
  • # 112 será normal ter um amigo um robô / avatar
  • # 113 rastreamento automático de emoções ao longo da vida
  • # 114 capacidade de se aprender um novo idioma em 1 mês
  • # 115 nanobots conectam nossos cérebros diretamente na nuvem
  • # 116 idade adulta com base no “QI”, não na idade
  • # 117 aluguel de extensões ou acessórios do corpo
  • # 118 API (interface de aplicação) para o seu próprio corpo
  • # 119 barômetro de felicidade pessoal

Saúde

  • # 120 registros médicos em blockchain
  • # 121 registros médicos armazenados no corpo
  • # 122 reinicialização não médica dos cérebros
  • # 123 engolir nanobots de reparo de células
  • # 124 chip de rastreamento em bebês recém-nascidos
  • # 125 varreduras de corpo inteiro para detectar doenças futuras
  • # 126 capacidade de pausar o envelhecimento por 2 a 5 anos
  • # 127 comércio de pílulas de orgasmo
  • # 128 todas as farmácias online
  • # 129 sangue sintético aprimorado
  • # 130 tratamentos médicos de estilo de vida
  • # 131 loja de partes do corpo
  • # 132 vitaminas respiráveis ​​para recarregar o corpo
  • # 133 dose única personalizada de medicamento
  • # 134 chave liga/desliga anti-concepção
  • # 135 homens podem estar grávidos

Alimentação

  • # 136 uma refeição por semana devido a alimentos sintéticos
  • # 137 aparelho para cultivo de frutas interno
  • # 138 carne de tubo de ensaio e alimento para insetos se tornam populares
  • # 139 capaz de imprimir alimentos em 3D em casa
  • # 140 categorias de alimentos funcionais em lojas
  • # 141 vegetais de interior sem luz solar
  • # 142 leite de vaca sem vaca
  • # 143 banco de dados de sementes digitais
  • # 144 enganar seu cérebro sobre o que você realmente está comendo
  • # 145 oceanos serão cultivados
  • # 146 o valor nutricional dos vegetais dobrou
  • # 147 coleta oceanos para recursos em resíduos antigos
  • # 148 produtos à base de cannabis se tornam populares

Finanças

  • # 149 investimento em ações (stock/shares) na vida de outras pessoas
  • # 150 capital cultural a única moeda de valor verdadeiro
  • # 151 dinheiro impresso não existirá
  • # 152 Inteligência Artificial controla os mercados financeiros e transações
  • # 153 pagamentos por meio de mensagens diretas

Moda

  • # 154 capacidade de mudar a cor da pele
  • # 155 tutoriais de maquiagem em vídeo virtual em tempo real
  • # 156 bio-costura moda viva
  • # 157 roupa inteligente autolimpante

Nos comentários, diga no que você acredita, no que não acredita e por que. Coloquei alguns comentários no texto, entre colchetes, como exemplo.

Referência

Future Scan from Board of Innovation – se desejar baixar o arquivo PDF original clique aqui.

Observação: Esta é uma lista de “chutes imaginativos sobre tendências e o futuro”, mais para uma visão geral de para onde (ou quando) estamos indo. Existem muitos relatórios e estudos de tendência comportamentais, de consumo ou até mesmo tecnologia disponíveis, além de excelentes empresas e profissionais trabalhando nessa área como analistas de tendência que desenvolvem projetos, pesquisas e relatórios sob encomenda. Se quiser saber mais ou receber indicações, por favor entre em contato.

Empresas e Negócios na Nova Economia

Quando se trata de negócios, do presente e principalmente do futuro estamos falando de incerteza, complexidade, ciência, tecnologia, pessoas, mercado e tantas outras coisas, que juntas podem tornar-se um grande enigma, uma grande questão.

Assim, para nossa reflexão, segue a primeira pergunta:

O que é o futuro?

Podemos passivamente pensar o futuro como algo misterioso, desconhecido, difícil de prever,  arriscado, assombroso e até mesmo assustador. Por outro lado, podemos vislumbrar o futuro a partir de problemas e necessidades atuais, sinais presentes e tendências tecnológicas, bem como comportamentais e de consumo, e assim, proativamente cria-lo. Ou seja, o futuro desejado começa a ser trabalhado no presente.

Quando olhamos à nossa volta, reconhecemos o que não faz parte da natureza, como por exemplo, um prédio na avenida Paulista, que um dia foi apenas um pensamento na mente de alguém. Com base em seus conhecimentos e experiências, esse(a) arquiteto(a) imaginou e criou um primeiro esboço, depois trocando ideias com interessados foi melhorando sucessivamente até chegar a uma planta, depois uma maquete e finalmente um projeto que entregou nas mãos dos encarregados das diversas engenharias e da construção para fazerem acontecer o prédio. Sim, isto é “criar o futuro”.

Quando um(a) cientista faz pesquisas na literatura, em campo ou em laboratório, geralmente tem um objetivo em mente e perguntas a responder. Ao trabalhar duramente, ao longo do tempo, na busca de respostas para estas perguntas e chegar a uma conclusão, ele(a) está preparando algo especial que também poderá mudar significativamente o futuro de muitas pessoas. E isso também ocorre com artistas, designers, publicitários, pessoal de mídia e muitos outros profissionais, pois criar e “construir o futuro” faz parte da natureza humana.

Seguindo esta linha, vem a segunda pergunta:

O que é um negócio?

Na essência, podemos dizer que um negócio é um tipo de transação que facilita a troca de valor. Isso provavelmente começou com a troca de um bem por outro bem ou de um bem por um serviço. Depois inventaram a moeda ($) para facilitar as trocas. Em outras palavras, um negócio nos possibilita vender coisas, fazer ou construir coisas (produtos e/ou serviços) e entregar coisas. Além disso, em um negócio pagamos impostos e taxas, fazemos controles contábeis e financeiros etc.

Depois, fazer negócios evoluiu. Vender coisas tornou-se criar demanda, com vendas, marketing, publicidade, desenvolvimento de produtos e serviços ao cliente, … envolvendo conceitos como proposição de valor, canais de distribuição, mercados e segmentos de clientes. Por outro lado, ao criar demanda teremos que atendê-la entregando os produtos e/ou serviços ao cliente e usuário. Isso requer processos (atividades), recursos como tecnologia, pessoas e dinheiro, além de parcerias de negócio com fornecedores e outros interessados.

Ultimamente as empresas têm explorado novas estratégias competitivas e colaborativas, bem como novos modelos de negócios, principalmente as digitais. Um destes modelos tem se destacado, por atuar uma forma um pouco diferente no ecossistema de valor e negócios, conseguindo um crescimento fora do comum. Trata-se do modelo de negócios plataforma – que permitiu o surgimento de tantos Unicórnios, ou seja, negócios startup que, em menos de 10 anos de existência, atingiram valor de mercado acima de um bilhão de dólares.

Isto nos leva a terceira questão:

como será o futuro dos negócios_

Como será o futuro dos negócios? 

A meu ver, estamos vivendo um momento de transição, de uma Sociedade Industrial do Século XX para uma Sociedade da informação, conhecimento e serviços do século XXI. Agora  estamos, cada vez mais, trabalhando em rede, com foco no cliente, com uma visão de demanda, administrada com mais flexibilidade e autonomia.

Trata-se de uma Nova Economia, mais digital, mais criativa, mais compartilhada, mais colaborativa, mais circular.

Esse “mundo 4.0”, dessa nova economia, está mais volátil – com um ritmo mais veloz; mais incerto – pois está mais difícil se prever como será tomar decisões e agir; mais complexo – com múltiplos fatores/variáveis que influenciam simultaneamente o ambiente e as tomadas de decisão; e mais ambíguo – pois falta de clareza sobre o significado dos eventos, gerando confusão sobre o paradigma de causa e efeito, que nos explicava os acontecimentos. Isso tem exigido dos líderes flexibilidade em relação às mudanças, habilidades para ver através do caos, conhecer melhor as capacidades e possíveis estratégias, e coragem para enfrentar os desafios e tomar decisões.

Com a Internet e o mundo globalizado, a ciência se tornou mais colaborativa e veloz, novas tecnologias se tornaram presentes como a computação em nuvem (cloud computing), a mídia social, a mobilidade via notebooks, tablets e celulares, e devido ao volume e variedade dos dados, surgiram soluções Big Data. Além dessas, outras tecnologias estão emergindo como a Inteligência Artificial – com aplicações que usam algoritmos e técnicas de aprendizagem de máquina e redes neurais; realidade virtual – que nos permite visitar outros lugares, aprender ao mesmo tempo que nos divertimos; realidade aumentada – que amplia nosso campo de visão com informações relevantes; internet das coisas – que além de prover sensores que fornecem  informações a uma quantidade enorme de aplicações industriais e domésticas, tem possibilitado a criação de dispositivos vestíveis que podem monitorar e atuar sobre nosso corpo e saúde entre outras aplicações; blockchain – que facilita o desenvolvimento de aplicações distribuídas, criptomoedas, contratos inteligentes e muito mais; etc. Tudo isso afetando o mundo dos negócios e colocando líderes e gestores sob muita pressão, pois precisam estar acompanhando não só as mudanças que já estão acontecendo, mas também as tendências de consumo e comportamento de uma sociedade que também evoluiu.

Os colaboradores das diversas gerações presentes na empresa continuam a demandar visão, propósito e direção a seguir de seus líderes para suas equipes, com mais autonomia e menos comando e controle. Também sabem que precisam se reciclar e adquirir novas habilidades para poder atender as novas demandas que estão vindo por aí, bem como a automação cada vez mais presente e mais inteligente.

As grandes empresas começaram a entender a importância de um melhor relacionamento com seus consumidores finais.  Estão buscando trabalhar a cultura, a estratégia, estrutura, modelos de negócio e processos na direção digital, desejando prover mais produtos e serviços a seus clientes, a qualquer hora, acessíveis via qualquer dispositivo, e em qualquer lugar. Começaram a se envolver mais com o ecossistema de valor e de negócios a sua volta, muitas inclusive já estão provendo plataformas digitais e marketplaces para agregar mais valor e se tornarem mais competitivas.  Outras empresas utilizam-se destas plataformas como fornecedoras, ou como consumidoras, ou até mesmo nos dois sentidos. E os usuários finais de produtos e serviços em seus smartphones, tablets e computadores pessoais agora as acessam e tomam decisões de compra com poucos toques ou cliques.

Enfim, o futuro dos negócios envolve tudo isso e muito mais.

E você, o que me diz sobre o futuro dos negócios? Comente!

Observação: Este artigo foi publicado originalmente, por mim, no blog do Futuro dos Negócios em duas partes, com os títulos: “Decifra-me ou te devoro – 1: o futuro e os negócios” e “Decifra-me ou te devoro – 2: como será o futuro dos negócios?“.

Se gostou, por favor, compartilhe! Abraço, @neigrando

Sobre o autor:

Nei Grando é diretor executivo da STRATEGIUS, teve duas empresas de tecnologia, é mestre em ciências pela FEA-USP com MBA pela FGV, organizador e autor do livro Empreendedorismo Inovador, é mentor de startups e atua como consultor, professor e palestrante sobre estratégia e novos modelos de negócio, inovação, organizações exponenciais, transformação digital e agilidade organizacional.

Detalhes: aqui, Contato: aqui.

Outros artigos relacionados: